Etiópia planta 353 milhões de árvores em um dia. Como isso pode ajudar o planeta? | Land Portal | Sécurisation des droits fonciers à travers les données ouvertes
A Etiópia plantou mais de 353 milhões de árvores em 12 horas, uma ação que as autoridades do país dizem ser um recorde mundial.

 

A campanha de reflorestamento, chamada "Green Legacy" (Legado Verde), é promovida pelo primeiro-ministro Abiy Ahmed e pretende plantar 4 bilhões de árvores até outubro para reduzir os efeitos da seca e as enchentes no país.
 
Milhões de etíopes participaram da ação em diversas regiões do país. O ministro de Inovação e Tecnologia do país, Getahun Mekuria, disse pelo Twitter que 353.633.660 mudas de árvores foram plantadas em doze horas. O recorde anterior de árvores plantadas em um dia é da Índia, que plantou 66 milhões de árvores em 2017.
 
Menos de 4% do território da Etiópia é coberto por florestas hoje, segundo a organização Farm Africa. No final do século 19, a cobertura de florestas chegava a 30% do território do país de 105 milhões de habitantes.
 
A Etiópia é um dos 28 países africanos que se comprometeram a restaurar um total de 100 milhões de hectares de florestas até 2030, para melhorar a segurança alimentar e aumentar a resistência dos países às mudanças climáticas. Em 2016, o país prometeu restaurar 15 milhões de hectares de suas florestas nesse período.
 
Essa iniciativa pode ser uma das principais armas para combater os efeitos das mudanças climáticas. Um estudo recente afirma que a restauração de árvores é uma das estratégias mais eficazes para reduzir os gases do efeito estufa na atmosfera.
 
O estudo, coordenado por pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (Suíça) e publicado na revista Science neste mês, descobriu que ainda há espaço para mais 0,9 bilhão de hectares de cobertura florestal no planeta, sem afetar as áreas urbanas, terras agrícolas e árvores já existentes. Essa é uma área mais ou menos do tamanho dos Estados Unidos.
 
Essa cobertura adicional poderia remover 205 bilhões de toneladas de carbono da atmosfera - uma quantidade que equivale a cerca de dois terços das 300 bilhões de toneladas de carbono que os seres humanos colocaram na atmosfera desde o início da Revolução Industrial, sugere o estudo.
 
O esforço da Etiópia desta semana pode ter restaurado entre 140 mil e 350 mil hectares de terras, dependendo da densidade da plantação.
 
As árvores - e todas as plantas - usam luz solar, água, nutrientes do solo e dióxido de carbono para gerar energia e crescer. Depois que elas morrem, parte do carbono volta para o ar e parte fica no solo. Com o passar do tempo, isso leva a uma redução líquida do carbono na atmosfera. Por isso, as plantas são boas reguladoras do clima no planeta.
 
Esta matéria foi originalmente publicada na Gazeta do Povo. 
 

Partagez cette page