Terra, trabalho e autonomia | Land Portal | Securing Land Rights Through Open Data
UFPE

Resource information

Date of publication: 
February 2011
Resource Language: 
Pages: 
246
License of the resource: 
Copyright details: 
Universidade Federal de Pernambuco
O estudo teve por objetivo analisar a relação entre o trabalho e a autonomia e como essa relação se refletiu sobre as condições de reprodução dos assentados comparativamente à sua condição anterior como trabalhadores nas fazendas de cacau. A pesquisa foi realizada no Assentamento Terra Vista, localizado no município de Arataca, na região cacaueira . O tema de investigação revelou-se nas visitas e diálogos com os assentados. Quando questionados sobre sua condição atual, eles valorizavam a liberdade com o acesso à terra; porém, ao mesmo tempo, questionavam as condições precárias de vida nos dezessete anos de existência do assentamento. Ressalta-se que o Terra Vista foi o primeiro assentamento da região e que se estruturou como assentamento-modelo, mas cuja eficiência não se concretizou. Neste sentido questiona-se o significado dessa autonomia e como ela se refletiu sobre suas condições de reprodução. Os procedimentos metodológicos utilizados basearam-se na abordagem qualitativa e comparativa entre a situação anterior e a atual. O acesso à terra e a conquista da autonomia implicaram em transformações em sua atividade, refletindo sobre o trabalho e na responsabilidade pela atividade produtiva. As informações foram analisadas à luz do debate sobre o trabalho na sociologia clássica (Weber, Durkheim e Marx) na contemporânea (Offe, Antunes, Castells, entre outros - e a autonomia, na obra de Sen e estudiosos da questão agrária e dos assentamentos (Prado Jr., Garcia Jr., Martins, Medeiros etc). A pesquisa foi realizada no período de 2008 a 2010. Os resultados obtidos apontaram que a autonomia conquistada melhorou significativamente a percepção do assentado sobre o trabalho e sobre as demais esferas da vida em relação à condição prévia de trabalhador assalariado. Entre os vários significados atribuídos à autonomia, destacaram-se a negação e a superação das relações de exploração e sujeição n cacauicultura. O estudo concluiu que a condição de assentado lhes permitiu melhores condições de vida tanto subjetiva quanto objetivamente ampliando suas condições de reprodução socioeconômica.

Authors and Publishers

Author(s), editor(s), contributor(s): 
Sergio Ricardo Ribeiro Lima
Publisher(s): 

Share this page