Diagnóstico da desestruturação da pesquisa científica ambiental e do sistema de áreas protegidas no estado de São Paulo, Brasil | Land Portal
Foto: APqC

Informações sobre recurso

Date of publication: 
Dezembro 2022
Resource Language: 
ISBN / Resource ID: 
978-65-999926-0-5
Pages: 
92
License of the resource: 

No final de 2020, em meio a grave crise de saúde mundial do coronavírus, o Governo do Estado de São Paulo encaminhou à Assembleia Legislativa projeto de lei que, sob a justificativa de equilibrar as finanças, propunha extinguir vários órgãos públicos. Dentre esses, o Instituto Florestal, instituição de pesquisa com mais de 130 anos, responsável principal pelas pesquisas sobre a conservação e o manejo das unidades de conservação e áreas protegidas, últimos refúgios da biodiversidade paulista.

Autores e editores

Author(s), editor(s), contributor(s): 

Felipe Augusto Zanusso Souza Helena Dutra Lutgens
Gláucia Cortez Ramos de Paula Rosângela Célia Ribeiro de Oliveira João del Giudice-Neto

Frederico Alexandre Roccia Dal Pozzo Arzolla

Publisher(s): 
APqc

Em meados dos 70, pesquisadores científicos dos institutos de pesquisa ligados ás secretarias de Estado da Agricultura, Méio Ambiente e Saúde reuniram-se no auditório do Instituto Biológico, em São Paulo, com o objetivo de fundar a sua Associação de classe. Após inúmeros encontros, em 2 de Agosto de 1977 foi criada a Associação de Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqc), tendo como objetivos a divulgação, o fortalecimento e a defesa dos institutos públicos de pesquisa paulistas, das atividades de pesquisa e de pesquisadores científicos ativos e inativos. 

Compartilhe esta página