Como a inteligência artificial pode ajudar a combater a mudança climática? | Land Portal
Author(s): 
ONU
Language of the news reported: 
português

Foto: Berkeley Lab/Flickr (CC BY-NC-ND 2.0)

Contribuições da nova tecnologia em áreas como clima, prevenção de desastres, rastreamento da poluição, neutralização de carbono e transformações nas indústrias da moda e alimentar, podem gerar enormes benefícios para a humanidade. 

Ao redor do mundo, a inteligência artificial, IA, já está presente na saúde, na educação e na indústria, mas como esta tecnologia de ponta pode ajudar a combater e mitigar os efeitos das mudanças climáticas?

O lançamento recente do Órgão Consultivo de IA liderado pela ONU impulsionou uma tendência global crescente de aproveitar a aprendizagem por máquinas para encontrar soluções para desafios comuns. 

A IA está melhorando o processamento de dados e um número crescente de governos, empresas e parceiros da sociedade civil estão trabalhando em conjunto para colher os seus muitos benefícios.

Isso inclui acelerar e intensificar os esforços para concretizar ambições globais como a Agenda 2030 e os seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS, que servem como modelo mundial para tornar o planeta mais verde, mais limpo e mais justo.

Perante a próxima Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, COP 28, que começa no final de novembro em Dubai, a ONU News compilou exemplos de como a IA ajuda o mundo, desde as comunidades às empresas e aos legisladores, a enfrentar as alterações climáticas:

Clima

As tecnologias baseadas em IA oferecem capacidades até então inéditas para processar enormes volumes de dados, extrair conhecimentos relevantes e melhorar modelos preditivos, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial, OMM.

Isso significa uma melhor modelização e previsão de padrões de alterações climáticas que podem ajudar as comunidades e as autoridades a elaborar estratégias eficazes de adaptação e mitigação.

Várias agências da ONU apoiam comunidades vulneráveis ​​no Burundi, no Chade e no Sudão através de um projeto orientado pela IA para investigar alterações ambientais passadas em torno de pontos críticos de deslocamento. Além disso, a tecnologia apresenta projeções futuras para informar medidas de adaptação e ações antecipadas que precisam integrar o planejamento das intervenções humanitárias.

Em campo, os dados aperfeiçoados podem ser uma virada de jogo. Por exemplo, a aplicação MyAnga ajuda os pastores quenianos a se prepararem para a seca. Com dados de estações meteorológicas globais e satélites enviados para os seus telefones, os pastores podem planejar com antecedência, gerir melhor o seu gado e poupar horas de busca por pastagens verdes.


 

 

Copyright © da fonte (mencionado acima). Todos os direitos reservados. O Land Portal distribui materiais sem a permissão do proprietário dos direitos autorais com base na doutrina de “uso justo” dos direitos autorais, o que significa que publicamos artigos de notícias para fins informativos e não comerciais. Se você é o proprietário do artigo ou relatório e gostaria que ele fosse removido, entre em contato conosco pelo endereço hello@landportal.info e removeremos a publicação imediatamente.

Várias notícias relacionadas à governança da terra são publicadas no Land Portal todos os dias pelos nossos usuários, partindo de várias fontes, como organizações de notícias e outras instituições e indivíduos, representando uma diversidade de posições sobre cada tópico. Os direitos autorais estão na origem do artigo; a fundação não tem o direito legal de editar ou corrigir o artigo, nem endossar o seu conteúdo. Para fazer correções ou solicitar permissão para republicar ou outro uso autorizado deste material, entre em contato com o detentor dos direitos autorais.

Compartilhe esta página