CPLP quer mais jovens na ação em favor da eficiência de sistemas alimentares | Land Portal

Uma coligação internacional para a promoção de sistemas alimentares territoriais sustentáveis deve ser lançada em março deste ano, numa parceria liderada pela Comunidade dos Países da Língua Portuguesa, CPLP.


Em dezembro último, o diretor de Cooperação do bloco da CPLP, Manuel Lapão, explicou, numa entrevista à ONU News, como jovens dos nove países-membros têm espaço de atuação na iniciativa. O bloco mobiliza países e parceiros a participar na aliança.


“A população vulnerável sofre na pe­le, em primeiro lugar, as implicações daquilo que eu, há pouco, colocava: das mudanças climáticas, da dificulda­de de acesso a alimentos, do acesso à saúde, do acesso à escola, ao primeiro emprego e enfim. Esse de facto é um tremendo desafio para a CPLP”, disse Manuel Lapão e acrescentou que os contatos em curso abordam vias para definir quais os possíveis modelos de governança a adotar com a ação de jovens em todo o bloco.


“Como envolver os jovens nesta coligação? Os jovens têm de ser cha­mados para o processo de tomada de decisão. O que a CPLP tem feito nos últimos anos, com a sua estrutura de cúpula da juventude que é o Fórum de Juventude da CPLP, é procurar trazer a presença de jovens para onde se decide sobre vários assuntos: reuniões ministeriais de vários setores para que a voz dos jovens possa ser ouvida e possa ser tida em conta nas decisões questão a ser adotadas”.


Em 2011, a CPLP definiu o grupo como prioritário numa das áreas de interven­ção da Estratégia de Segurança Alimen­tar e Nutricional. A promoção do acesso e utilização dos alimentos para melhoria dos modos de vida tem os jovens como atores chave a alcançar.


Na nova aposta, o representante vê campos de atuação para corresponder às aspirações juvenis.


“Na singularidade da nossa comuni­dade, sendo uma organização de concer­tação política e diplomática, temos que trazer os jovens para que a sua voz seja ouvida e as decisões incorporem aquilo são os seus problemas, os seus anseios e os seus desejos. E a partir daí, nós poderemos esperar que, provavelmente, essas políticas ao ser implementadas sejam conducentes a um melhor enqua­dramento da temática da juventude. Mas se há um desafio que pode ser uma oportunidade para o futuro da CPLP é trabalhar cada vez mais próximos da nossa juventude”.


Para além de encontros com os repre­sentantes dos Estados-membros da orga­nização junto das Nações Unidas foram contactados os observadores Argentina, Canadá, Espanha, França, Índia, Itália, Japão, Namíbia, Peru e Turquia.


O conselheiro da ONU sobre Sistemas Alimentares e a Interseção com o Alcan­ce dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Zachary Bleicher, avaliou com a CPLP a cimeira global sobre o tema realizada em setembro.


A CPLP é formada por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equa­torial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Copyright © Source (mentioned above). All rights reserved. The Land Portal distributes materials without the copyright owner’s permission based on the “fair use” doctrine of copyright, meaning that we post news articles for non-commercial, informative purposes. If you are the owner of the article or report and would like it to be removed, please contact us at hello@landportal.info and we will remove the posting immediately.

Various news items related to land governance are posted on the Land Portal every day by the Land Portal users, from various sources, such as news organizations and other institutions and individuals, representing a diversity of positions on every topic. The copyright lies with the source of the article; the Land Portal Foundation does not have the legal right to edit or correct the article, nor does the Foundation endorse its content. To make corrections or ask for permission to republish or other authorized use of this material, please contact the copyright holder.

Share this page