Agricultura e produção de alimentos envolvem metade da população mundial | Land Portal

Levantamento da FAO revela que 3,83 bilhões de pessoas dependem de sistemas agroalimentares para sua subsistência; setor gera 1,2 bilhão de empregos; na maioria dos países analisados, jovens representam metade da força de trabalho.



Quase metade da população mundial vive em domicílios ligados a sistemas agroalimentares. Essa é a conclusão de um estudo da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, divulgado na segunda-feira.


O levantamento indica ainda que o setor emprega 1,2 bilhão de pessoas, sendo 857 milhões na agricultura e 375 milhões nos segmentos não agrícolas dos sistemas agroalimentares.


Concentração na Ásia e África


Os dados consideram toda a cadeia produtiva, desde aqueles que atuam no campo, inclusive de forma sazonal, até aqueles que trabalham com produção, processamento e distribuição de alimentos.


De acordo com a FAO, a Ásia concentra a maior quantidade de pessoas empregadas nos sistemas agroalimentares, com 793 milhões, seguida pela África, com 290 milhões.


Além disso, o estudo acrescenta que dos 3,83 bilhões de pessoas que dependem de sistemas agroalimentares para sua subsistência, 2,36 bilhões vivem na Ásia e 940 milhões na África.


A agência observa que, nos países de renda baixa, a maioria da população economicamente ativa trabalhou ao menos uma vez no setor.


Prevalência dos jovens


Na maioria das nações pesquisadas, os jovens, definidos como pessoas de 15 a 35 anos, representam cerca de metade de todos os trabalhadores do sistema agroalimentar. A participação desta população é geralmente maior no processamento de alimentos e serviços.


A FAO identificou que o primeiro ano da Covid-19 levou a uma redução de 6,8% no número de empregados nos sistemas agroalimentares. O impacto da pandemia foi maior na América Latina, onde o emprego caiu 18,8%.


O diretor da Divisão de Transformação Rural Inclusiva e Igualdade de Gênero da FAO, Bem Davis, é o principal autor do relatório. Ele disse que os sistemas agroalimentares têm que ser sustentáveis e que fatores como nutrição, saúde e mudanças climáticas precisam ser considerados.


Os sistemas agroalimentares abrangem a produção agrícola primária de produtos alimentares e não alimentares, a produção de alimentos de origem não agrícola e a cadeia de abastecimento alimentar, do produtor ao consumidor.


Em nível global, esses sistemas geram cerca de 11 bilhões de toneladas de alimentos, a cada ano, e formam a espinha dorsal de muitas economias.


 

Copyright © da fonte (mencionado acima). Todos os direitos reservados. O Land Portal distribui materiais sem a permissão do proprietário dos direitos autorais com base na doutrina de “uso justo” dos direitos autorais, o que significa que publicamos artigos de notícias para fins informativos e não comerciais. Se você é o proprietário do artigo ou relatório e gostaria que ele fosse removido, entre em contato conosco pelo endereço hello@landportal.info e removeremos a publicação imediatamente.

Várias notícias relacionadas à governança da terra são publicadas no Land Portal todos os dias pelos nossos usuários, partindo de várias fontes, como organizações de notícias e outras instituições e indivíduos, representando uma diversidade de posições sobre cada tópico. Os direitos autorais estão na origem do artigo; a fundação não tem o direito legal de editar ou corrigir o artigo, nem endossar o seu conteúdo. Para fazer correções ou solicitar permissão para republicar ou outro uso autorizado deste material, entre em contato com o detentor dos direitos autorais.

Compartilhe esta página